Home / DESTAQUE DE GIRO / Ilhéus: integrantes do Reúne ocupam Palácio Paranaguá

Ilhéus: integrantes do Reúne ocupam Palácio Paranaguá

Manifestantes do Movimento Reúne Ilhéus ocuparam há pouco as dependências do Palácio Paranaguá e asseguram que só irão deixar o local após receberam prazos “mais reais” sobre a entrega de “dados concretos” de ações do Poder Executivo para desoneração da passagem do transporte coletivo urbano da cidade. A ocupação acontece às vésperas de uma greve dos servidores públicos e a poucas horas de um outro manifesto contra a administração municipal na zona oeste da cidade, por parte de moradores do bairro Teotônio Vilela.

Foto: Jornal Bahia Online
Foto: Jornal Bahia Online
Foto: Jornal Bahia Online
Foto: Jornal Bahia Online

O Movimento foi cobrar do poder público os já prometidos balancetes das empresas de ônibus, fundamentais para que a sociedade analise o real custo da passagem de ônibus na cidade e possa estimar, através de apreciação técnica de professores da Uesc e estudiosos da área, o preço mais justo da passagem, após as desonerações do IPI e do óleo diesel dos ônibus.

“Há m consenso de que o poder público está demorando em dar uma resposta a sociedade, já que sempre esteve com os contratos que foram fornecidos e pediu um prazo de duas semanas para se verificar a possibilidade no contrato de cobrar as empresas os balancetes”, asseguram os manifestantes. Eles garantem que em uma “leitura dinâmica” realizada pelo grupo, em menos de duas horas, foram detectados dois artigos que asseguram este direito à sociedade civil organizada.

Atualização às 12h40min – Apesar de a Prefeitura mostrar aos integrantes do movimento que já solicitou às empresas a planilha reivindicada pelo Reúne Ilhéus, os estudantes resolveram permanecer na Prefeitura. Neste momento eles conversam com advogados do movimento. A intenção é saber se há algum ato de ilegalidade na paralisação dos serviços, já que a Prefeitura está funcionando no horário normal de expediente. Mas eles asseguram que, em caso de não poder interromper os serviços, vão permanecer acampados na sede do governo.

O prefeito Jabes Ribeiro não se encontra no gabinete. Quem tenta negociar com os manifestantes é o vice-prefeito Cacá Colchões. Neste momento Cacá e manifestantes estão reunidos.

 

 

Sobre Redação | IguaíBAHIA.com.br

Veja Também

Vídeo: Festa De Setembro De Iguaí 2017, A Melhor Festa De Todos Os Tempos!

Deixe uma resposta